ESFOLIANTE NATURAL ULTRA HIDRATANTE


Um dia desses estava em casa, e percebi que acabou o meu Esfoliante Facial Açaí-chocolate da Ikove que amo, e senti estava sentindo que estava precisando de uma esfoliação urgente no rosto. Como vocês já viram pelos último post da Máscara de Pepino, estou numa fase de experimentação com tratamentos caseiros e sou super fã de simplificar, usar o que se tem em casa e na cozinha. É um pouco slow beauty – como a matéria que saiu na Revista de Domingo, e além do que, se é comestível pode passar na pele sem susto. É uma ótimo ritual para se curtir com sua filha (ou filho porque não), sem se preocupar com químicas indesejadas também. Um blog que adoro é o Rawdorable nos EUA, da Shannon Marie, que faz uns vídeos divertidos com sua filha, em casa de receitas veganas e até maquiagem caseira.

Então fui ver o que tinha na geladeira – farelo de amêndoas, que sobrou do Leite de Amêndoas que costumo fazer toda semana – que é a receita mais fácil do mundo e um excelente substituto para o leite, para os veganos, intolerantes à lactose ou para qualquer pessoa que esteja querendo desapegar do leite. Também é muito mais saúdavel o leite de soja, que é um produto mega processado. Aliás, fazendo um parêntesis aqui, a maioria das pessoas não se dá conta da qualidade do alimento que é o leite industrial. Uma coisa é tomar o leitinho da vaquinha do seu quintal, mas fico pensando no DNA de milhões de vacas misturado, tratadas com antibiótico, se alimentando só Deus sabe do que, pasteurizado para matar bactérias, e com vitaminas adicionadas artificialmente. Não pode ser tão bom quanto crescemos acreditando. Fora que andam achando outras coisas no leite por aí, não vou nem falar para não deixar vocês com mais nojo.

Enfim, vamos voltar ao que interessa, nosso esfoliante delicioso. Adicionei uma 1 colher de Óleo de Coco, que não vivo sem, porque tem mil e uma utilidades, e uma colher de açúcar mascavo. Só isso, nada mais. Antes de entrar no banho, esfreguei a mistura no rosto e nas mãos, e gostei tanto que usando nas pernas também. Cheirinho doce, gostinho melhor ainda – dei umas lambidas enquanto esfregava em volta da boca, hehehe. O único problema é que faz um pouco de lambança na pia do banheiro e no box, o que me faz realizar que por mais natural que eu queira ser, cosméticos industriais tem definitivamente o seu lugar! Afinal na correria do dia-a-dia, queremos ficar lindas sem gastar muito tempo, tendo todos os benefícios dos ativos vegetais e óleos essenciais da forma mais prática possivel. Mas sem contaminar nossa pele e jogar pelo ralo produtos tóxicos é claro.

Ingredientes:

1/2 colher de óleo de coco (ou de amêndoas)

1 colher de farelo de amêndoas

1 colher de açúcar mascavo

Modo de Fazer:

Misture o farelo de amêndoas com o açúcar e misture bem, depois adicione o óleo de coco e está pronto para usar.

MÁSCARA HIDRATANTE DE PEPINO

Renata Esteves - Foto de Leonardo Aversa - Fonte: O Globo
Atendendo a pedidos, vou compartilhar uma das receitas que mencionei na reportagem da Revista O Globo sobre Slow Beauty que saiu este domingo. Acho que essa máscara vai ser excelente para usar no verão! Tenho que contar para vocês que passar essa máscara na pele foi a sensação mais refrescante e agradável que já tive no rosto. Criei essa receita usando a minha intuição, e acho que vão gostar. Pensei com meus botões, quais são os ingredientes mais usados para hidratar a pele? Primeiro pensamento: pepino. Olhando na geladeira, me ocorreu que uma outra coisa boa para hidratar seria o leite de amêndoas. Como engrossar o líquido para transformar numa máscara? Farinha de aveia! E para dar uma cor linda, hortelã, o que acabou deixando a mistura muuuuito fresquinha e gostosa. Coloquei numa taça de cristal, que deu um toque especial ao ritual e eu mereço, porque não? Experimentem e me contem o que acharam!

¼ Pepino com casca

¼ copo de leite de amêndoas (ou soja)

1 punhado de hortelã

¼ copo de farinha da aveia

Instruções: Bater o pepino, o leite de amêndoas e o hortelã no liquidificador, e colocar a mistura numa tijela. Depois vá adicionando a farinha de aveia aos poucos, até engrossar e chegar na consistência desejada. Aplicar com um pincel, deixar 15 minutos na pele, depois enxaguar.


SHAMPOO SEM ESPUMA - NOVO PARADIGMA


Como todo mundo, nem sempre usei produtos orgânicos nos cabelos. Estava acostumada com o ritual de sempre procurar um shampoo e condicionador diferente na farmácia, porque os produtos costumavam funcionar bem por um tempo, e depois parecia que o cabelo viciava na química e parava de fazer efeito. E sempre me atraía pelos produtos que diziam “feitos com extratos naturais” pensando que estava abafando, e comprando um produto super natural. Mas à medida que fui acordando para a realidade dos ingredientes, e procurando ler os rótulos, fui entendendo que não podia mais ser assim. E quero que vocês lembrem que o couro cabeludo absorve a química do mesmo jeito que a pele, por isso é bom reavaliar o que você anda usando.

Uma das coisas que me motivou a ter a loja foi a dificuldade que eu tinha de achar produtos mais naturais como consumidora. E para a categoria shampoo sempre foi particularmente difícil. Primeiro porque a qualidade que mais se espera de um shampoo é que faça a espuma. E o ingrediente mais usado para isso é o Lauril Sulfato de Sódio, que é barato, por isso largamente usado na indústria. Corrosivo, irritante da pele e couro cabeludo, pode causar alergias e até queda de cabelo, e o maior problema é que pode reagir com outros ingredientes usados em cosméticos e formar nitratos, que são carcinogênicos. Interessante que o  óleo de coco  é usado como matéria-prima na produção do composto químico. Eu não sou engenheira química, mas como jornalista, pesquisei sobre o assunto e descobri que é difícil achar um substituto comercial. Os tensoativos que fazem espuma tornam a limpeza mais fácil, envolvendo as moléculas de gordura e sujeira. 

Mas com a espuma vai também a hidratação natural e a queratina. Muita gente reclama de ter a raiz oleosa e as pontas secas, caspa, e irritação no couro cabeludo. Será coincidência? Tenho clientes que me falam que depois que trocaram seus shampoos pelos orgânicos dizem que resolveram seus problemas. Não vou mentir, quando se experimenta um shampoo orgânico pela primeira vez, realmente se estranha a falta de e espuma, e a consistência, que é de gel em vez de perolada. Mas depois dá a impressão de que o cabelo está super limpo como quando se usa shampoo anti-resíduo. E pode demorar alguns dias para o cabelo desviciar e acostumar, dependendo de quanta química se usa, entre leave-in, modeladores, óleo anti-frizz, etc.

Mas vale a pena, todo mundo anda dizendo que o meu cabelo está mais bonito e tratado ultimamente. Antes eu achava que tinha cabelos secos, mas descobri que eles são normais. Não tenho mais oleosidade na raiz e as pontas secas. Está mais soltinho, com mais brilho e muito mais saudável. Acabaram as pontas duplas, e ele cresce muito mais bonito. E melhorou muito o meu caso crônico de frizz! Eu até vario de vez em quando os produtos, mas só porque depende do meu humor e gosto de sentir aromas diferentes. Mas sinto que o cabelo não fica mais viciado nem pesado.

Uma observação importante: para quem faz alisamento e tintura, lamento informar que pode não funcionar muito bem, e já ouvi depoimentos de que desbotou a tintura. Não digo para ninguém deixar de pintar ou alisar os cabelos, isto é muito pessoal, e as mulheres são muito vaidosas. Mas acho que é preciso medir os riscos de se expor a substâncias tóxicas e procurar alternativas menos nocivas. Num post futuro, vamos falar de condicionadores e hidratação, aguardem!